FCA lidera mercado brasileiro e latino-americano de automóveis e comerciais leves em 2020

08/01/2021

FCA lidera mercado brasileiro e latino-americano de automóveis e comerciais leves em 2020
FCA lidera mercado brasileiro e latino-americano de automóveis e comerciais leves em 2020

8 JAN 2021

FCA lidera mercado brasileiro e latino-americano de automóveis e comerciais leves em 2020

  • FCA lidera mercado latino-americano com 16,5% de participação de mercado
  • A empresa é campeã no mercado brasileiro, com 22,2% das vendas
  • Fiat é a marca que mais cresceu no Brasil e na Argentina
  • Jeep lidera o segmento de SUVs pelo quinto ano consecutivo
  • Ram duplica suas vendas no Brasil A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) liderou o mercado de automóveis e comerciais leves no Brasil e na América Latina em 2020 e também foi a empresa do setor que mais expandiu suas vendas na Argentina em relação ao ano anterior.

A FCA encerrou o ano com mais de 502 mil veículos vendidos na América Latina (excluído o México), liderando as vendas do setor com uma participação de mercado de 16,5% e um avanço de 2,9 pontos percentuais sobre a fatia de mercado obtida em 2019.

O bom desempenho foi alavancado pela liderança no mercado brasileiro, com 433,6 mil unidades vendidas e 22,2% de participação de mercado, e pela capacidade de reação no mercado argentino, em que a FCA ganhou 2,8 pontos percentuais de participação de mercado em comparação com o ano anterior.

Acelerando a recuperação no Brasil

O bom desempenho no Brasil impulsionou a liderança na América Latina. A FCA acelerou suas vendas em dezembro no Brasil, com um total de 54,8 mil veículos emplacados, com 23,6% de participação de mercado, sendo 39,7 mil unidades da marca Fiat e 14,9 mil da marca Jeep. Foi o melhor mês de vendas de ambas as marcas no ano.

Com este desempenho no último mês de 2020, a FCA encerrou o ano com 433,6 mil veículos vendidos, o equivalente a 22,2% de participação de mercado. A empresa liderou o mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves, ampliando a distância em relação aos competidores. A marca Fiat contabilizou no ano 321,7 mil veículos vendidos, com 16,5% de participação de mercado, enquanto a Jeep ultrapassou o patamar de 110 mil veículos emplacados, com 5,7% de participação de mercado.

Quatro modelos fabricados pela FCA estão entre os dez veículos mais vendidos no país no ano: a picape Fiat Strada, que ultrapassou a faixa de 80 mil unidades vendidas, Fiat Argo com 66 mil unidades, Jeep Renegade com 57 mil vendas, e Fiat Toro com 54 mil unidades vendidas.

Fiat comemora crescimento de participação de mercado

A Fiat foi a marca que mais cresceu no mercado brasileiro em 2020. A marca encerrou o ano com 16,5% de participação de mercado, avançando 2,7 pontos percentuais em relação ao ano anterior. Este resultado foi decorrente do bom desempenho combinado de vários modelos.

Embora o mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves tenha sofrido um recuo de 26% no ano, a picape Fiat Strada conseguiu expandir seu volume físico de vendas em 4,9%, totalizando mais de 80 mil unidades vendidas, o equivalente a 4,1% de todos os veículos vendidos no Brasil no ano. Devido a este resultado, a Fiat fechou 2020 com seu melhor desempenho histórico no segmento de picapes. O mesmo ocorreu no segmento de vans, no qual a Fiat encerrou o ano com 46,2% de vendas e a liderança do segmento.

Outros modelos da marca também conquistaram participação de mercado no ano: Argo (+0,4 ponto percentual), Mobi e Uno ( +0,4pp), Toro (+0,3pp) e Fiorino (+0,2pp).

Herlander Zola, diretor do brand Fiat para a América Latina e operações comerciais Brasil, destaca que 2020 foi um ano desafiador e a marca Fiat superou todas as expectativas. “O lançamento da Nova Strada e o rebranding da marca nos trouxeram resultados excepcionais, levando a Fiat à liderança de mercado no último trimestre com 18% de participação e a posicionarmos três carros no ranking dos dez mais emplacados do Brasil. Além disso, também mantivemos uma parceria consistente com nossa rede de concessionárias, que se demonstrou essencial para a superação dos momentos difíceis do ano”, assinala.

Jeep lidera o segmento de SUVs pelo quinto ano consecutivo

A marca Jeep liderou o segmento de SUVs no Brasil pelo quinto ano consecutivo, com 20,9% de participação nas vendas. Os dois modelos da marca produzidos tiveram bom desempenho. O Jeep Renegade registrou 57 mil emplacamentos, enquanto o Jeep Compass teve 53 mil unidades vendidas. O Jeep Renegade registrou em dezembro o melhor mês de vendas de sua história, com 7.875 unidades emplacadas, superando o recorde anterior de dezembro de 2015 com 6.976 carros emplacados. O lançamento do Renegade Moab trouxe o aclamado motor turbo diesel de 170 cv da Jeep para um segmento maior de consumidores.

Da mesma forma, os modelos importados se destacaram. As vendas do Jeep Wrangler cresceram 5,7% e do Grand Cherokee avançaram 33%.

Everton Kurdejak, diretor de Operações Comerciais Jeep no Brasil, explica que os resultados comerciais da Jeep em 2020 se apoiaram em um robusto tripé de fatores, que juntos resultaram em ótimos resultados e na liderança do mercado de SUV. “O primeiro fator é a marca: somos reconhecidos como uma marca de desejo e a mais off road no paÍs, o que faz sermos referência em SUV. A isto se soma a qualidade do produto, pois robustez, nível de acabamento e tecnologia são reconhecidos como nossos diferenciais”, analisa Kurdejak.

Ele também enfatiza a agilidade e flexibilidade comercial. “Adaptamos toda nossa estrutura de atendimento e formato de ofertas. Em apenas dois dias lançamos o Jeep ON, adaptando as ofertas ao cliente, com pagamento a partir de 2021, com test drive feito na casa do cliente, com lives Jeep mostrando o mundo off-road e com super-ofertas, entre muitas outras ações, que mesmo no momento mais severo da pandemia, fizeram nosso website bater recordes de acessos e de clientes que declaravam desejo em adquirir nossos veículos”, conclui.

Ram tem o melhor resultado histórico da marca no Brasil

A Ram alcançou em 2020 o melhor resultado histórico da marca no Brasil. Foram emplacadas 1.474 unidades da Ram 2500, mais do que o dobro do volume comercializado em 2019. O ano também marcou a pré-venda da Ram 1500. Apresentada em 10 de dezembro, a nova picape teve 100 unidades vendidas em 18 horas, para entrega em abril 2021.

Breno Kamei, diretor de Portfólio, Pesquisa e Inteligência Competitiva e dos Brands Ram, Dodge e Chrysler, avalia: “Apesar dos desafios enfrentados em 2020 a Ram, que atua no segmento Premium, teve o melhor ano desde 2005, duplicando o volume de vendas em comparação a 2019. Também registramos o sucesso do lançamento inédito da Nova Ram 1500 com pré-venda. São resultados que nos deixam ainda mais otimistas para 2021”.

A empresa que mais cresceu no mercado argentino

Na Argentina, a FCA foi a empresa que mais cresceu na comparação com 2019: avançou de uma participação de mercado de 12,4% para 15,2% neste ano, ganhando 2,8 pontos percentuais de market share. A empresa encerrou o ano com 48.941 unidades comercializadas.

A Fiat foi a marca que mais cresceu no mercado argentino, ganhando 2 pontos percentuais de participação de mercado, que avançou de 9,7% para 11,7% no ano passado. A marca comercializou 37.711 veículos, com destaque para o Fiat Cronos, o automóvel mais vendido no ano na Argentina com 16.561 unidades. A picape Fiat Toro retomou a liderança do segmento com 7.630 unidades vendidas no ano.

A marca Jeep encerrou o ano com 9.836 unidades comercializadas, expandindo sua participação de mercado de 2,5% para 3,0% (+0.5 p.p.). A Ram duplicou sua participação no mercado argentino, com um total de 1.361 unidades comercializadas no ano.

Chame no Whatsapp